apito arbitro futsal

O Futsal, popularmente chamado de Futebol de Salão, é um esporte que recebeu adaptações do futebol de campo e migrou para as quadras na década de 30. É um dos esportes bastante praticados no Brasil.

Como todo esporte, o futsal necessita de regras para poder ser praticado. Com o tempo, ele sofreu algumas mudanças até ser aperfeiçoado. Importante lembrar que há diferenças com relação as regras criadas pela Fifusa/AMF e por questões históricas, tanto essas regras, quanto as da Fifa foram mantidos. Segue um resumo de algumas regras do futsal de acordo com o Livro Nacional de Regras da CBFS, aprovado pela Fifa.

Quadra de Futsal

  • A quadra de jogo terá uma forma retangular com o comprimento de 25 à 42 metros e sua largura de 16 à 22 metros;
  • Para competições nacionais nas categorias adulto e Sub-20, masculinas, a quadra deve ter de, no mínimo, 38 metros de comprimento por 18 metros de largura, com área mínima de escape de 1,5 metros; Já nas categorias adulto, Sub-20, Sub-17 e Sub-15 femininas, além da Sub-17 e Sub-15 masculinas, deverá ter 36 metros de comprimento e 18 metros de largura;
  • Em competições internacionais, terá entre 38 à 42 metros de comprimento no máximo e largura de 20 à 25 metros;
  • Terão linhas de marcação visíveis com oito centímetros de largura.

Bola de Futsal

A bola de futsal deverá ser esférica, de couro macio ou outro material apropriado. Para sua confecção é vedado o uso de material que ofereça risco ou dano aos jogadores. Durante a partida, só poderá ser trocada com autorização prévia do árbitro.

Número e Substituições dos Jogadores

  • A partida só poderá ser iniciada com um número total de cinco atletas por time, sendo um deles obrigatoriamente o goleiro;
  • Terá um número máximo de nove atletas reservas para substituição;
  • O número de substituições é indeterminado, sem a necessidade de paralisação da partida, exceto durante os pedidos de tempo técnico;
  • Somente a substituição do goleiro tem a necessidade de autorização prévia do árbitro;
  • A substituição deverá ser realizada pela linha da zona nos cinco metros correspondentes ao lado do banco de reservas e sempre após o atleta substituído ter ultrapassado a linha lateral.

Infrações e Sanções

  • O árbitro poderá expulsar jogador ou membro da comissão técnica que infringir qualquer regra, sem necessidade de prévia advertência;
  • O jogador expulso não poderá retornar, nem permanecer no banco de reservas e proximidades;
  • Não será permitido qualquer tipo de aparelho de comunicação.

Equipamentos dos Atletas

Atletas

  • Os trajes obrigatórios dos atletas são camisas de manga curta ou comprida, calção curto, meias de cano longo, caneleiras e chuteiras. As caneleiras deverão estar cobertas pelas meias;
  • O capitão do time deverá usar uma braçadeira para poder ser identificado e os jogadores poderão usar as tornozeleiras por dentro ou por fora das meias;
  • O goleiro deverá usar uma camiseta de cor diferente dos outros jogadores, sendo único a ter permissão de usar calça de agasalho, sem bolso e sem zíper.

Árbitros

  • Os trajes obrigatórios dos árbitros são compostos por uma camisa de manga curta ou comprida, nas cores escolhidas e aprovadas por sua entidade, bermudas, meiões e tênis preto;
  • As camisas deverão ser de cor diferente dos atletas para assim não ter perigo de confundir.

Cronometristas e Anotadores

  • Os trajes dos cronometristas e anotadores seguirão a mesma regra dos árbitros, a única diferença será que este poderá usar bermudas ou calças, cinto, meias ou meiões e tênis ou sapatos de cor preta.

Equipe de Arbitragem

  • Deverão usar camisa à altura do peito e com o distintivo da entidade as quais são vinculados, segundo a regulamentação baixada por seus países;
  • O árbitro principal e o auxiliar deverão usar distintivo da entidade máxima nacional ou internacional;
  • Os anotadores/cronometristas também deverão usar distintivo da entidade máxima nacional;
  • As duplas de arbitragem usarão camisas de mesma cor, bermudas ou calças, em dupla ou quartetos, distintos, de acordo com o previsto em suas funções, não alterando os demais equipamentos.

Atribuições na Partida

Árbitro

  • O árbitro cuida de todas as regras do jogo. Cabe a ele julgar e chamar a atenção quando ocorrer infrações;
  • Não poderá tomar decisões baseadas somente no favorecimento de uma determinada equipe e deverá relatar todos os incidentes antes, durante e depois das partidas;
  • Também deve expulsar o atleta que agir com conduta violenta e com intenção de atingir fisicamente outro atleta.

Árbitro Auxiliar

  • Como o próprio nome já diz, ele auxilia o árbitro principal, tendo permissão para assinalar as infrações se achar que o árbitro principal não conseguiu perceber;
  • Fará uso do apito para sinalizar o que perceber no jogo;
  • Em caso de discordância com o árbitro principal, prevalecerá a decisão do árbitro principal.

Cronometrista

  • Terá função de analisar todas as regras de tempo do jogo, entre elas a de controlar os dois minutos de expulsão temporária do jogador, com fiscalização de entrada de outro jogador que ocorrerá após completado o tempo ou a equipe sofrer um gol, podendo ser com a bola fora do jogo ou em jogo;
  • Utiliza um cronômetro.

Anotador

  • Terá função de anotar e controlar infrações que possam ocorrer durante o jogo, entre elas as cinco primeiras faltas acumulativas cometidas pelo time em cada período de jogo;
  • Ao registrar isso, deverá anunciar ao árbitro com seu apito, que será de silvo diferente do árbitro, para assim os jogadores não ficarem confusos.

Duração da Partida

  • Será cronometrado o tempo de duração da partida, dividida em dois períodos iguais com intervalo de até 10 minutos para descanso entre os períodos;
  • Nas categorias Adulto, Sub-20 e Sub-17 serão de 40 minutos divididos em dois tempos de 20 minutos. Na categoria Sub-15, o tempo será de 30 minutos, dividido em dois tempos de 15 minutos;
  • Para outras categorias, faixas etárias menores, as entidades estaduais deverão definir o tempo de duração da partida;
  • Quando o regulamento da competição solicitar a jogada de 2 tempos suplementares, a fim de conhecer o vencedor, pode ser de 3 ou 5 minutos cada um, como definido no regulamento.

Bola da Saída

No início da partida, o jogador irá dar um chute no lado contrário da quadra. Enquanto isso, os jogadores do time adversário devem permanecer a pelo menos três metros da bola e nem poderão invadir o lado adversário da quadra até o pontapé inicial ser efetuado e a bola ser movimentada. O jogador que efetuar o pontapé inicial só poderá voltar a tocar na bola após outro jogador tê-la tocado.

Bola em Jogo e Fora do Jogo

A bola estará fora do jogo quando ultrapassar as linhas laterais ou de fundo, quando bater no teto e quando a partida for interrompida pelo árbitro. Será considerada em jogo em qualquer outra situação, do começo ao final da partida.

Arremesso de Meta

É o arremesso que o goleiro executa quando a bola ultrapassa a linha de fundo. Esse arremesso deverá ultrapassar a área em frente ao gol e o goleiro não deve exceder o tempo de quatro segundos com a bola antes de arremessar.

Impedimento

  • Não existe impedimento neste esporte.

A Lei da Vantagem

A lei da vantagem é aquela que assegura prerrogativas aos árbitros para que eles evitem de apontar faltas onde os infratores se beneficiem, exceto nos casos em que é imposta a marcação para não prejudicar a disciplina exigida ou a observância das regras.

Preparação Física no Futsal

Cada esporte trabalha uma determinada parte do seu corpo. No futsal, são trabalhados os sistemas cardiovasculares, respiratórios, dentre outros sistemas funcionais.

Para o atleta aguentar as solicitações do jogo sem ter queda no seu desempenho, é feita uma preparação com sua condição física e também psicológica. Pode parecer estranho a condição psicológica fazer parte do treinamento, mas para muitos profissionais da área de preparação física, isso é um fato de extrema importância, que pode fazer muita diferença para o atleta.

Para melhorar a condição e rendimento do jogador no salão, a preparação física trabalha com a resistência, velocidade, força, flexibilidade e coordenação.

Aquecimento no Futsal

Homem Alongando CorpoO aquecimento no futsal deve sempre fazer parte da rotina dos atletas, podendo ser realizado em treinamentos diários ou em competições. Com o passar do tempo, ele sofreu modificações e pode variar principalmente pela faixa etária.

A intensidade do aquecimento vai de acordo com a idade, quanto mais velho, deve-se ter mais cuidado e ser mais longo o aquecimento. Entende-se que a musculatura da pessoa pode ser mais propensa à lesões se ela for mais velha.

O aquecimento deve trabalhar todos os órgãos, músculos e articulações do corpo. Ele deve ser feito com a realização de exercícios intercalados e uma progressão leve.

A prática do exercício depende do estado e característica do atleta, do esforço e da atividade física que será praticada. Como recomendação, não se deve ultrapassar as 10 repetições por exercício e sempre ter alterações nos mesmos, e lembrando de descanso nas fases.

Como exemplo de fases de aquecimentos, temos:

  • Corrida Contínua - geralmente consiste em uma corrida suave durante um determinado tempo em volta do salão.
  • Movimentação Geral - consiste nos movimentos exclusivos de extensão, flexão sobre pernas, braços e troncos, além de rotação e elevação.
  • Descanso - logo depois deve ser feito um descanso leve para poder recuperar o fôlego, mas nada muito prolongado.

Para não perder o pique, é feita uma corrida com variações no ritmo, começa leve e depois fica mais rápida, volta a ficar leve e depois fica rápida de novo, e assim sucessivamente. Outra sugestão é o toque de bola, com passes e recepções.

As modificações fisiológicas que o aquecimento pode causar são o aumento na temperatura corporal e muscular, elevação do fluxo sanguíneo e reduções no tempo de reflexo e contração.

Recomendações para Aquecimento

Como maior recomendação, o aquecimento deve ser feito cerca de 40 minutos antes da competição e ter terminado antes de 10 minutos do início da mesma, além das óbvias como estar sempre hidratado e alimentado com intervalo de uma hora antes dos exercícios, para o alimento não pesar durante a prática esportiva.